Como combater a celulite?

Quem não conhece a celulite, não é mesmo? Aqueles furinhos que nos incomodam e resolvem aparecer nas piores horas. Por ser um incômodo para muitas, este é um dos motivos que mais levam as mulheres à consultórios estéticos.

A celulite nada mais é do que “furinhos” que aparecem na pele em várias partes do corpo afetando principalmente as coxas, barriga, braços e o bumbum. Ela deixa a pele com aspecto de “casca de laranja” e, por incrível que pareça, ela pode também aparecer em pessoas magras, por isso essas alterações podem não ser somente referentes ao acúmulo de gordura e ao sobrepeso, mas também à má circulação e a mudanças hormonais.

Além do problema estético, a celulite pode acarretar problemas álgicos (dor e todas as suas limitações) e diminuição das atividades funcionais das células, como por exemplo, trocas metabólicas e químicas. Portanto, ela pode deve ser tratada! Ela faz parte do tecido gorduroso, um problema que pode ser resolvido se houver uma boa alimentação e a prática de exercícios.

Causas da celulite

Já sabemos que a celulite pode ser um problema grave e não apenas visto em pessoas acima do peso e associado a acúmulo de gordura. Mas afinal, quais são as causas da celulite? Ela é basicamente uma condição multifatorial, ou seja, pode ser decorrente de uma ou mais causas, como por exemplo:

  1. Fatores hormonais (está atrelada à puberdade, gravidez e menopausa);

  2. Fatores hereditários;

  3. Fatores nutricionais (má alimentação);

  4. Problemas vasculares, hepáticos;

  5. Hábitos inadequados (fumar, por exemplo, dificulta a oxigenação e troca metabólica das células);

  6. Estresse cumulativo (alterações no equilíbrio neuropsíquico podem produzir manifestações celulíticas);

  7. Anomalia de postura;

  8. Vida sedentária (não pratica nenhum tipo de exercício físico);

  9. Obesidade;

  10. Perturbações digestivas (a má mastigação provoca um senso epigástrico, a presença de resíduos grosseiros no intestino causa um notável aumento da flora bacteriana, as toxinas de origem intestinal passam para a circulação e depositam-se nos tecidos, o acúmulo dessas toxinas no tecido dermoepidérmico torna a circulação difícil em certas zonas.

“A lipoaspiração não é um tratamento para a celulite. A lipoaspiração é recomendada para gorduras localizadas (que não são a mesma coisa que celulite). Na gordura localizada não há hipotermia, isto é o tecido não fica frio e não há formação de nódulos. Nas fases mais avançadas da celulite, a falta de oxigenação e nutrição dos tecidos é tão grande que até causa dores.”

(Aromaterapia em Dermatologia e Estética – Um livro de Adão Roberto da Silva)

celulite

A alimentação e a celulite

A alimentação, se feita de maneira correta, é um grande apoio para combater a celulite de uma vez por todas. É importante saber se alimentar e saber a quantidade exata a ser consumida. Devem estar presentes na sua dieta:

– Carboidratos de médio e baixo índice glicêmico;

– Frutas (laranja, maçã e banana);

– Aveia, grãos, sementes;

– Alimentos integrais (pão, arroz e macarrão, por exemplo);

– Proteínas (soja, feijão, grão de bico, ervilha, gergelim, chia, etc);

– Gorduras boas como óleo de semente de linhaça, azeite extra virgem, nozes, castanhas e abacate;

Para combater a celulite também é preciso que diminua o consumo de gordura e glicose, assim como alimentos ricos em sódio (refrigerante, bebidas alcoólicas, doces em excesso, sal em excesso e frituras e alimentos ricos em gorduras trans e saturadas).

Exercícios

Os exercícios físicos irão contribuir para diminuir sensível e visivelmente os “furinhos” da pele. Eles serão fundamentais para que a pessoa gaste mais energia do que consome, além de melhorar a circulação sanguínea nos pontos de concentração da celulite. Pratique exercícios como: corrida, bicicleta, patins, caminhada, agachamento, elevação (pélvica e de quadril).

Óleos essenciais e celulite

Dependendo do grau da celulite é possível tratar com drenagem linfática e outras massagens com óleos essenciais. Aqui vai algumas fórmulas:

Fórmula #1 

60ml de andiroba – 3% óleo essencial

– Óleo de tangerina – 20 gotas

– Óleo de cipreste – 11 gotas

– Óleo de limão – 20 gotas

– Óleo de alecrim – 11 gotas

– Óleo de cedro – 10 gotas 

Fórmula #2

60ml de babaçu – 3% óleo essencial

– Óleo de erva doce – 20 gotas

– Óleo de patchouli – 10 gotas

– Óleo de laranja – 30 gotas

– Óleo de eucapilto – 10 gotas

– Óleo de canela – 2 gotas

 

Bibliografia: 1. http://www.fiqueinforma.com/o-que-e-celulite/ | 2. http://www.treinomestre.com.br/como-acabar-com-a-celulite-alimentacao-e-exercicios/ | 3. Aromaterapia em Dermatologia e Estética – Um livro por Adão Roberto da Silva

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s